"Em plena pandemia,  vivendo um momento crítico por conta da covid-19 e da dificuldade de trabalho, o prefeito de Patos, com a anuência da maioria dos vereadores, resolveram retornar a cobrança da zona azul, o que vem causando muita revolta no meio da população patoense". São palavras do vereador Josmá Oliveira, que complementa: "Isso é uma verdadeira afronta aos habitantes de Patos.


É algo vergonhoso; é uma cobrança absurda, imoral, penalizando, até, idosos e deficientes. Alegaram, para tal, que iria gerar emprego e renda, o que se constitue numa tremenda mentira, pois a cobrança será feita através de aplicativo e o dinheiro arrecadado apenas encherá ainda mais os bolsos dos donos da empresa responsável, ficando Patos com apenas uma migalha. 

Publicidade

Enquanto isso, pequenos vendedores ambulantes estão sendo 'arrancados' dos seus locais de trabalho, num total ato desumano patrocinado pelos donos do poder em nossa cidade. E queira Deus que esse dinheiro não esteja sendo usado para pagar dïvidas de campanha. 

Votei contra, na Câmara de Vereadores, alertei que essa zona azul não iria trazer benefícios para nossa cidade, mas, ainda assim, a base do prefeito, na Câmara, aprovou esse pacote de maldades, num momento crítico e da alta inflação, que afeta o mundo inteiro. Se mais não posso fazer, como empregado do povo, me irmano, na revolta, a todos meus irmãos patoenses, hoje insatisfeitos com as manobras de um administrador que não enxerga além de seus mesquinhos interesses", concluiu.


Da assessoria