Hugo Barreto/Metrópoles

A escolha do candidato à Presidência foi marcada por ataques hacker e disputa acirrada no ninho tucano.

O governador de São Paulo, João Doria, venceu, neste sábado (27/11), as prévias tucanas e deve ser o nome do partido para disputar a eleição presidencial em 2022.

Disputaram a vaga de candidato os governadores de São Paulo, João Doria, e do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, além do ex-prefeito de Manaus Arthur Virgílio. Ao todo, foram computados 29.360 votos.

Publicidade

Veja os percentuais de votos obtidos por cada candidato:

1. João Doria – 53,99%

2. Eduardo Leite – 44,66%

3. Arthur Virgílio – 1,35%

Após divulgar o resultado das prévias, Bruno Araújo fez elogios a Eduardo Leite. “O não vencedor é tão preparado para administrar o país quanto o vencedor. Os não vencedores são tão importantes para a unidade quanto o vencedor”, disse.

Apesar da acirrada campanha, marcada por farpas trocadas entre os principais candidatos, Dória adotou um tom conciliatório em direção ao seu adversário. “Nessas prévias não há nenhum derrotado, nessas prévias todos são vitoriosos”, disse.

“O PSDB sai fortalecido dessas prévias”. Nosso compromisso é com a democracia e o PSDB entende que a construção democrática começa dentro de casa, no partido”.

“Eduardo Leito e Arthur Virgílio são meus amigos e são do meus partido”. Estaremos unidos na construção do melhor projeto para o Brasil”, enfatizou Doria.

Leite agradeceu os apoios que recebeu e desejou sorte a Doria. “As pessoas sofrem mais do que nós”, disse, tranquilizando o adversário e lembrando sua família.

“O que não quero é ser omisso, é saber que eu fiz a minha parte, que eu fiz o bom combate”, disse Leite. “Somos um grupo de um projeto e de uma visão de futuro”, disse Leite.


Reportagem de Luciana Lima para Metrópoles