Um dia após voltar a voar com o gigante avião para o Brasil, a Emirates anunciou que irá aposentar seu primeiro Airbus A380, vendendo partes da aeronave.

O primeiro exemplar do maior avião de passageiros do mundo da companhia árabe, de matrícula A6-EDA, está estocado atualmente no Aeroporto Dubai World Central deste julho do ano passado. 

Ele foi removido de operação por dois motivos: um deles foi a pandemia, que viu a demanda por viagens despencar, e outro motivo é a renovação de frota da empresa.

Publicidade

Desde então muito se falou sobre o futuro da aeronave, cogitou-se se ela seguiria os passos dos jatos da Air France e da Singapore Airlines, que foram despedaçados para virar sucata, ou se teria outro fim “mais nobre”.

Ontem, 1 de novembro a Emirates anunciou que, pensando no meio-ambiente, dará um final digno à aeronave, com uma reciclagem mais completa, incluindo a venda de itens que vão se tornar móveis.

Publicidade

A ideia é reduzir o desperdício de materiais, que muita das vezes não são utilizados pelas empresas que desmontam as aeronaves, por não serem objetos úteis para virarem sucatas, ou não têm valor para serem revendidos como partes usadas.

A aeronave agora está nas mãos da Falcon Aircraft Recycling, também de Dubai, que irá desmontar e preparar as partes da aeronave para serem vendidas, incluindo o famoso bar a bordo do avião que se tornou um ícone da empresa:.

Os preços das peças e itens ainda não foram revelados, mas a Emirates se comprometeu a repassar parte do lucro para a sua fundação que ajuda crianças carentes pelo mundo.

O icônico bar da primeira classe do Airbus A380

Assista a um vídeo mostrando o interior da aeronave: 




Com informações da assessoria da Emirates via Aero